- Ribeirão Preto | Clicou Festas

REDES SOCIAIS

+ de 480 fornecedores para você escolher!

Clicou Blog

DICAS, NOVIDADES PARA MELHORAR SUA FESTA OU COMEMORAÇÃO

compartilhe:

17 nov |

Dicas

Já ouviu falar em Família Monoparental?

Por Júlia Basmadji Riscalla

A família é a instituição da base da sociedade, sendo um elemento de muita importância na estrutura social, desde a antiguidade. A família, ao longo dos anos sofreu várias alterações nos âmbitos de compreensão e extensão.

 

No século XX, a família obteve uma nova estruturação, onde as mulheres adquiriram os mesmos direitos dos maridos, passando a ocupar o mesmo espaço dentro da família e na sociedade. O casamento perdeu o nexo anterior, sendo uma união afetiva de dois indivíduos e não mais de famílias, passando a existir outros modelos de família, bem diferentes do modelo tradicional. As uniões sem casamento passaram a ser aceitas pela sociedade e pela legislação.

 

Em 60, surgiu o divórcio e em 70 nasceu as famílias monoparentais, sendo a Inglaterra o primeiro país a tratar desse assunto.
Atualmente mais comum do que imaginamos, as famílias monoparentais são um modelo de família formada por um dos pais ou descendentes, normalmente devido a um divórcio ou até o fim de um relacionamento.

O tradicional modelo de família constituída pelo pai, a mãe e os filhos vem abrindo espaço para esses novos modelos, como a família monoparental, que foi a que mais cresceu nos últimos 20 anos.

O aumento da monoparentalidade nos Estados Unidos na década de 60 e em 70 nos países Europeus como França e na Suíça fez com que esse fenômeno se alastrasse para todo o mundo, atingindo o Brasil, fazendo com que a família monoparental fosse reconhecida como entidade familiar pela Carta Magna.

 

Segundo pesquisas realizadas pelo IBGE, 16% das famílias não seguem o modelo tradicional. Sendo 80% das famílias nucleares, que são casais com os filhos ou monoparentais, que é a mãe ou o pai com os filhos. 18% são famílias extensas, que além do núcleo principal, há um não parente e apenas 1,7% são unidades compostas, onde há pessoas que não são parentes, como empregados e agregados.

As famílias monoparentais são frutos de diversas situações, as mais comuns são divórcio, fim de relacionamento ou viuvez, mas também há situações em que a mulher ou o homem não querem abrir mão do desejo de maternidade ou paternidade por não terem formado um casal como a estrutura tradicional familiar impõe e então optam por ser mãe ou pai solteiro, recorrendo a adoções ou métodos de fertilizações.

Na família monoparental, apenas um autor exerce os dois papéis, de mãe e de pai. Esse modelo familiar pode ser compreendido por um único criador que educa e forma sozinho seus filhos, sendo fruto de uma situação planejada ou não.

Antigamente, a monoparentalidade era devido uma situação involuntária, fruto de um fenômeno imposto, como por exemplo, a viuvez, porém atualmente ele é muito mais voluntário, sendo fruto da vontade ou necessidade humana como o divórcio, o que torna difícil especificar um fator para sua existência e crescimento.

Quem constitui uma família monoparental apresenta uma realidade distinta de quem constitui uma família tradicional, além de sua problemática particular, em especial as mulheres, vistas como mães solteiras, enfrentam uma discriminação tanto da sociedade quanto da legislação. A sociedade brasileira é tradicionalista e apesar de todo o reconhecimento tardio oriundo da legislação, as mães solteiras ainda são desprezadas pela sociedade, porém essa situação tende a mudar, pois já nota-se uma diminuição nos costumes. Além das questões sociais e legais, as mulheres ainda enfrentam problemas econômicos, já que precisam enfrentar uma dupla jornada de trabalho, conciliando o tempo com os filhos e o horário de trabalho, fora a precariedade das assistências do governo, como falta de creches ou escolas que acolham todas as crianças necessárias para que as mães possam trabalhar.

 

Um pouco mais sobre a Júlia

Júlia Basmadji Riscalla, estudante de moda e produtora de moda em uma revista de grande circulação de Ribeirão Preto.
Nunca teve dúvidas sobre sua preferência pelo mundo fashion.

posts relacionados

  • 04 out |

    Dicas

    Semana da alta costura – 4 estilistas famosos e internacionais de vestidos de festas e noivas

    Um dos itens mais importantes para a mulher em qualquer que seja a ocasião é o vestido, não tem sensação melhor do que quando uma mulher encontra o vestido perfeito para ela, seja para uma festa ou para seu casamento a sensação é única e inesquecível. Melhor ainda se o vestido ideal é feito por quem entende de moda e noivas.

  • 28 jul |

    Dicas

    Festa de Aniversário de 1 Aninho. Fazer ou não fazer?

    Não se pode deixar passar em branco o primeiro ano de aniversário do seu filho, a festa precisa ser inesquecível. Apesar de muitas mães pensarem que não tem sentido fazer festa de um ano, que a criança nem vai aproveitar, mas a festa em si não é só para criança, é também para os pais que passaram por vários momentos ao lado do filho.

  • 29 set |

    Dicas

    Mimos, um pequeno detalhe pode tornar seu casamento ainda mais inesquecível!

    Planejar um casamento exige tempo, dedicação, trabalho e muita atenção aos detalhes, afinal são eles que fazem a diferença. Apesar de trabalhoso, cada passo vale a pena, pois toda a dedicação criada reflete nos convidados e eles sentem o carinho depositado em todos os detalhes da festa.

  • 21 mar |

    Dicas

    Bem-casado: tradição em festas de casamento

    Para uma festa de casamento as lembrancinhas são um componente essencial para fechar este momento tão importante. Tradição com muito bom gosto.

  • 30 mar |

    Dicas

    Como escolher o buffet para sua festa

    A escolha do Buffet para a festa é muito importante, pois será este serviço que fará do evento um sucesso ou um total fracasso.

site desenvolvido por Oranges | Julio Guimarães